Como validar formulários com Ionic Framework

Nesse artigo você vai ver uma forma fácil de validar formulários com Ionic Framework e Angular JS.

Demo

validacao-ionic-framework-001
validacao-ionic-framework-002
validacao-ionic-framework-003

Regras para a validação

Nesse exemplo vamos usar as regras de validação abaixo para cada campo do formulário.

  • Campo “Nome”: Obrigatório e no mínimo 2 caracteres.
  • Campo “E-mail: Obrigatório e um e-mail valido.
  • Campo “Telefone”: Obrigatório e deve ter o formato “(99) 9999-9999” ou “(99) 99999-9999”.
  • Campo “Altura”: Obrigatório e deve ter o valor mínimo 1.
  • Campo “Nascimento”: Obrigatório e deve ter uma data valida.

 

Validar formulários com o Angular JS

1 – Atributos e diretivas

  • Você consegue validar todos os tipos de input do HTML5:
    • text, number, url, email, date, radio, checkbox
  • Você consegue validar as seguintes diretivas:
    • required, pattern, minlength, maxlength, min, max
  • Caso seja necessário você pode criar diretivas customizadas para validações especificas que você precisar. Mais abaixo vou mostrar como criar uma diretiva customizada para validação.

 

2 – Propriedades do formulário

O Angular JS prove algumas propriedades que vão te auxiliar na validação do seu formulário.

Nome Classe Tipo Descrição
$error Objeto Um objeto com todas as diretivas de validação. Ex.: $error.required.
$pending ng-pending Objeto Um objeto com as diretivas pendentes de validação. Ex.: $pending.required.
$untouched ng-untouched Boolean True se o controle ainda não perdeu o foco.
$touched ng-touched Boolean True se o controle já perdeu o foco.
$pristine ng-pristine Boolean True se o usuário ainda não interagiu com o controle.
$dirty ng-dirty Boolean True se o usuário já interagiu com o controle.
$valid ng-valid/ng-valid-[key] Boolean True se não tem nenhum erro.
$invalid ng-invalid/ng-invalid-[key] Boolean True se tem algum erro.

 

3 – Acessando as propriedades

Acessar o formulário: [form name].[angular property] Ex.: myForm.$error
Accesar um input: [form name].[input name].[angular property] Ex.: myForm.myInput.$error

 

4 – Exibindo as mensagens

As propriedades $valid e $invalid já são suficientes para exibir uma mensagem de validação.
Para exibir uma mensagem especifica para cada diretiva de validação usamos o objeto $error.
E para exibir a mensagem apenas após o usuário interagir com o controle utilizamos a propriedades $pristine.
No exemplo abaixo eu exibo uma mensagem de validação para o campo obrigatório e outra para a quantidade mínima de caracteres.

<label class="item item-input item-stacked-label">
 <span class="input-label">Nome</span>
 <input type="text" name="nome" ng-model="model.nome" minlength="2" required>
 <span class="error" ng-show="contato.nome.$error.required && !contato.nome.$pristine">Nome é obrigatório</span>
 <span class="error" ng-show="contato.nome.$error.minlength && !contato.nome.$pristine">No mínimo 2 caracteres</span>
</label>

 

5 – Adicionado classes condicionais com o ng-class

O ng-class permite que você adicione classes adicionas baseado em uma expressão.
No exemplo abaixo
eu adiciono a classe input-error na label quando o controle está invalido.

<label class="item item-input item-stacked-label" ng-class="{ 'input-error' : contato.nome.$invalid && !contato.nome.$pristine }">
    <span class="input-label">Nome</span>
    <input type="text" name="nome" ng-model="model.nome" minlength="2" required>
    <span class="error" ng-show="contato.nome.$error.required && !contato.nome.$pristine">Nome é obrigatório</span>
    <span class="error" ng-show="contato.nome.$error.minlength && !contato.nome.$pristine">No mínimo 2 caracteres</span>
</label>

 

6 – Desabilitando o botão de submeter com o ng-disabled.

Para desabilitar o botão de submeter o formulário vamos combinar o ng-disabled com a proprieade $invalid do form.

<button type="submit" ng-disabled="myForm.$invalid">Salvar</button>

 

Colocando em pratica todas as informações acima

Caso não saiba criar um aplicativo com o Ionic Framework, você pode ver um tutorial clicando aqui ou assistir
a um vídeo clicando aqui.

 

1 – Criando o formulário

Index.html

<form class="list" name="contato" ng-submit="onSubmit()" novalidate>
    <label class="item item-input item-stacked-label" ng-class="{ 'input-error' : (contato.nome.$error.required || contato.nome.$error.minlength) && !contato.nome.$pristine }">
        <span class="input-label">Nome</span>
        <input type="text" name="nome" ng-model="model.nome" minlength="2" required>
        <span class="error" ng-show="contato.nome.$error.required && !contato.nome.$pristine">Nome é obrigatório</span>
        <span class="error" ng-show="contato.nome.$error.minlength && !contato.nome.$pristine">No mínimo 2 caracteres</span>
    </label>

    <label class="item item-input item-stacked-label" ng-class="{ 'input-error' : (contato.email.$error.required || contato.email.$error.email) && !contato.email.$pristine }">
        <span class="input-label">E-mail</span>
        <input type="email" name="email" ng-model="model.email" required>
        <span class="error" ng-show="contato.email.$error.required && !contato.email.$pristine">E-mail é obrigatório</span>
        <span class="error" ng-show="contato.email.$error.email && !contato.email.$pristine">E-mail inválido</span>
    </label>

    <label class="item item-input item-stacked-label" ng-class="{ 'input-error' : (contato.tel.$error.required || contato.tel.$error.telefone) && !contato.tel.$pristine }">
        <span class="input-label">Telefone</span>
        <input type="tel" name="tel" ng-model="model.tel" required telefone />
        <span class="error" ng-show="contato.tel.$error.required && !contato.tel.$pristine">Telefone é obrigatório</span>                
        <span class="error" ng-show="contato.tel.$error.telefone && !contato.tel.$pristine">Telefone inválido</span>                
    </label>

    <label class="item item-input item-stacked-label" ng-class="{ 'input-error' : (contato.altura.$error.required || contato.altura.$error.min) && !contato.altura.$pristine }">
        <span class="input-label">Altura</span>
        <input type="number" name="altura" ng-model="model.altura" required min="1">
        <span class="error" ng-show="contato.altura.$error.required && !contato.altura.$pristine">Altura é obrigatório</span>
        <span class="error" ng-show="contato.altura.$error.min && !contato.altura.$pristine">No mínimo 1</span>
    </label>

    <label class="item item-input item-stacked-label" ng-class="{ 'input-error': (contato.dtnascimento.$error.required || contato.dtnascimento.$error.date) && !contato.dtnascimento.$pristine }">
        <span class="input-label">Nascimento</span>
        <input type="date" name="dtnascimento" ng-model="model.dtNascimento" required>
        <span class="error" ng-show="contato.dtnascimento.$error.required && !contato.dtnascimento.$pristine">Nascimento é obrigatório</span>
        <span class="error" ng-show="contato.dtnascimento.$error.date && !contato.dtnascimento.$pristine">Data inválida</span>
    </label>

    <button class="button button-positive button-block" type="submit" ng-disabled="contato.$invalid">Salvar</button>
</form>
  • Incluir na tag do form o atributo novalidate. É uma boa pratica utilizar esse atributo, pois ele previne
    as validações padrão do navegador e não exibe nenhuma mensagem intrusiva para o usuário.
  • É importante utilizar o atributo ng-model em cada input para ter um bind do controle na tela para uma
    variável no controller do Angular JS.
  • Note também que foi incluído em cada input as regras mencionadas no inicio desse artigo.

 

2 – Criando o controller

validacao.ctrl.js

angular.module('app').controller('ValidacaoCtrl', function ($scope) {
    $scope.model = {
        nome: null,
        email: null,
        tel: null,
        altura: null,
        dtNascimento: null
    };

    $scope.onSubmit = function () {
        alert('Teste')
    };
});
  • $scope.model é o objeto que contem as propriedades do model. Cada propriedade desse objeto será utilizada na tag ng-model de cada input.
  • $scope.onSubmit é a função que será executada ao submeter o formulário. No arquivo index.html você pode ver que é incluída o atributo ng-submit na tag form. Ex: ng-submit=”onSubmit()”.

 

3 – Criando validações customizadas

telefone.directive.js

angular.module('app').directive('telefone', function () {
    return {
        require: 'ngModel',
        link: function (scope, elm, attrs, ctrl) {
            ctrl.$validators.telefone = function (modelValue, viewValue) {
                var TELEFONE_REGEXP = /^(\([0-9]{2}\))\s([9]{1})?([0-9]{4})-([0-9]{4})$/;

                if (ctrl.$isEmpty(modelValue)) {
                    // considerar o campo vazio como valido
                    return true;
                }

                if (TELEFONE_REGEXP.test(viewValue)) {
                    // se passar no teste está valido
                    return true;
                }

                // Não é valido
                return false;
            };
        }
    };
});
  • A diretiva telefone foi criada para validar os seguintes formatos de telefone: “(99) 9999-9999” ou “(99) 99999-9999”.
  • Para usar a diretiva, basta colocar o atributo telefone no input.

 

Quer aprender a criar apps com Ionic?

Se você ainda tem algumas dificuldades ou quer aprender um pouco mais, clique no botão abaixo e participe de um minicurso sobre Ionic 100% online e 100% gratuito!

 

[button style=”btn-danger btn-lg” type=”link” target=”true” title=”ME INSCREVER AGORA” link=”https://www.fabricadecodigo.com/minicursoionic/” linkrel=””]

 

Conclusão

É muito fácil fazer validações com o Angular JS no Ionic Framework. Um dos maiores benefícios de utilizar validações assim é que elas são feitas em real time, ou seja, as mensagens são exibidas de acordo com que o usuário interage com o controle.

 

Referencias:

 

Eu espero que esse tutorial tenha sido útil para você. Qualquer dúvida deixe seu comentário abaixo.

O código fonte de exemplo está disponível no GitHub.